3 de outubro de 2013

O Olhar

Há quem diga que seja ele
A janela da alma
Que diz em silêncio
Aquilo que a boca reluta em se calar
Não por ser mistério
Mas por não ter como
As palavras decifrarem
O que os segredos do coração alarma...

Eu vi, no teu olhar, uma miniatura de mim
E é de um mistério inexplicável
Algo grande demais pra ser real
Pequeno demais para conter
Um tamanho tão grande
De sentimento reduzido
Condensado em um Olhar

É no Brilho do Olhar
Que às vezes dizemos palavras indivisíveis
 E se o Olhar diz as coisas que nem eu sei
Por certo é porque o que sinto,
Não precisa de palavras

Há de ser que o Amor,
Esse que tentamos entender
Não seja feito de coisas explicáveis
Talvez seja ele um mistério 
Reservado para a alma 
Daqueles que conhecem 
Os segredos do Olhar...

S2S2





Nenhum comentário:

Postar um comentário